Tumba de Aarão

A Tumba de Aarão é o suposto local de sepultamento de Aarão, irmão de Moisés. Há duas descrições de sua localização no Pentateuco, e diferentes interpretações de sua localização. Embora na tradição judaica o local da tumba de Aarão, como a de Moisés, está envolta em mistério, a tradição islâmica coloca-a no monte Hor, perto de Petra, na Jordânia.

As referências deste artigo necessitam de formatação. (Dezembro de 2018)

. . . Tumba de Aarão . . .

Aarão era filho de Anrão e Joquebede (Êxodo 6:20), da Tribo de Levi (1Crônicas 6:1-3). Era bisneto de Levi. Tinha uma irmã mais velha, Miriã, Êxodo 2:4). Casou com Eliseba, filha de Aminadabe, da Tribo de Judá, que lhe deu quatro filhos, Nadabe, Abiú, Eleazar e Itamar. Foi um profeta do Deus de Israel servindo como o primeiro sumo sacerdote dos hebreus.

O Pentateuco contem duas passagens sobre a morte de Aarão. Há no Livro de Números (Capítulo 20)[1] uma passagem detalhada para sobre o desfecho, logo após o incidente em Meribá (Cades), quando Moisés e Aarão demonstram impaciência trazendo água de uma rocha para saciar a sede do povo depois que Deus ordenou-lhes falar à rocha, Aarão, seu filho Eleazar, e Moisés subiram o monte Hor, na fronteiras de Edom. Lá, Moisés despiu a Aarão de suas vestes sacerdotais e lhes deu a Eleazar. Aarão morreu e foi sepultado no cume da montanha, e o povo se resguardou por trinta dias em sua memória.[2][3][4]

O monte Hor é geralmente associado com a montanha perto de Petra, na Jordânia, conhecido em árabe como Jabal Hārūn (Montanha de Arão), em cujo cume foi construída uma mesquita no século XIV.[5][6] De fato, Josefo e Eusébio ambos descreveram a sua localização acima da cidade de Petra.

A passagem é encontrada no Livro de Deuteronômio, onde Moisés é descrito como dizendo que Aarão morreu no Moseroth (Mosera) e foi enterrado lá.[7] Mosera tem sido identificado com el-Tayibeh, uma pequena fonte na parte inferior da passagem de liderança para a subida do monte Hor. No entanto, outra opinião é de que o local de Mosera não pode ser aqui, já que o itinerário em Livro de Números 33:31-37[3] é registado em sete fases, entre Mosera e monte Hor.[8] Por razões semelhantes, outros ainda duvidam de que o monte Hor, possa na realidade ser identificado com Jabal Hārūn.[9]

O Jabal Hārūn (Montanha de Aarão) é ocasionalmente visitado por peregrinos judeus, bem como muçulmanos.[10]

  • Íconerusso de Aarão do primeiro trimestre do século XVIII
  • Litografia colorida de Louis Haghe segundo David Roberts, 1849
  • Vista do monte Hor
  • Caminho de acesso à mesquita
  • Interior da tumba
  • Interior da tumba

Referências

. . . Tumba de Aarão . . .

Este artigo foi publicado a partir do site Wikipedia. O artigo original pode ser um pouco reduzido ou modificado. Alguns links podem ter sido modificados. O texto está licenciado sob “Creative Commons – Atribuição – Compartilhamento” [1] e parte do texto também pode ser licenciado sob os termos da “GNU Free Documentation License” [2]. Termos adicionais podem ser aplicados aos arquivos de mídia. Ao usar este site, você concorda com nossas páginas jurídicas. Links da Web: [1] [2]

. . . Tumba de Aarão . . .

Previous post Paulo de Württemberg
Next post DCappella